eng / port

Voltar
sp-arte/foto 2015 | 19-08-2015

Para sua terceira participação na sp-arte/foto, a Galeria Rabieh (estande 08) preparou uma exposição individual da artista multimídia Cris Bierrenbach. Vencedora de inúmeros prêmios, dentre os quais o Prêmio Aquisição Centro Cultural São Paulo e o Marc Ferrez de Fotografia da Funarte, a artista possui uma vasta produção que jamais foi exibida na cidade de São Paulo, a qual poderá ser vista pelo público paulistano pela primeira vez ao lado de obras emblemáticas de sua trajetória.

Os trabalhos exibidos abrangem um amplo arco temporal – de 1993 a 2015 – e permitem ao espectador conhecer aspectos variados da diversificada pesquisa da artista, pioneira no Brasil daquilo que podemos chamar de fotografia no campo expandido. Procurados, de 1998, é emblemática de sua pluralidade técnica. Na obra em goma bicromatada sobre seda costurada, Bierrenbach une a pesquisa de técnicas fotográficas do século XIX às novas tecnologias. Numa época em que a internet ainda começava a se democratizar no Brasil, a artista se apropriou de imagens de criminosos procurados pela polícia e de Jesus Cristo, todas encontradas online, para criar um sudário na medida de seu próprio corpo.

Assim como Procurados, os 49 daguerreótipos da série Esquecidos (Haiti), de 2010, estão entre as obras que poderão ser vistas pela primeira vez em São Paulo. Nesta série, contemplada com o XI Prêmio Marc Ferrez de Fotografia, cada daguerreótipo é criado a partir de fotografias digitais, que depois são convertidas em negativos e passadas para chapa de metal – o que possibilita sua refação, subvertendo a característica essencial da técnica, a sua irreprodutibilidade. Criadas após o terremoto que atingiu o Haiti em 2010, as peças dialogam com o fotojornalismo e configuram um registro poético de tudo aquilo que, em meio ao medo e ao caos, foi deixado para trás.

Dentre as peças icônicas apresentadas na feira, podemos destacar o autorretrato Sem título (cílios), de 2008, que integra a Coleção Itaú de Fotografia e aborda uma temática presente em diferentes fases de seu trabalho: a questão do cabelo como representação do feminino. Também compõe o estande o políptico Matrix, de 1995, cuja edição 1/3 integra a coleção MASP/Pirelli de Fotografia e que, apesar de já exibido internacionalmente, foi mostrado em São Paulo poucas vezes, uma MAM, em 1996, e outra no MASP, em 2001.

   

sp-arte/foto  | estande 08 – Galeria Rabieh

Preview para convidados: 19 de agosto, quarta-feira | 14h – 22h

Visitação: 20 a 23 de agosto | quinta e sexta, 15h – 22h | sábado, 14h – 21h | domingo, 12h – 20h

Shopping JK Iguatemi, 3o piso | Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 2041