eng / port

ORIGEM E TEMPO a experiência de tocar o tempo em 3,5 dimensões
03.04.2016 | 30.04.2016

curadoria BURT SUN

Mostra especial do circuito sp-arte 2016. Uma coletiva com múltiplas dimensões de diversas vozes da arte contemporânea brasileira.
 
A cultura brasileira contemporânea é uma complexa tapeçaria com diferentes origens e tempos, um vislumbre da complexidade histórica através dos diversos pontos de vista dos artistas. Uma experiência coletiva capaz de solidificar momentos e transmitir, através das obras, os seus próprios conceitos de tempo e origem. A exposição consolida a arte (em suas múltiplas dimensões) a um fragmento congelado de tempo 0,5 d. Uma inestimável máquina do tempo tão real, que quase podemos tocar. Esta coletiva ocupará a totalidade da Galeria Rabieh mostrando mais de 20 obras como esculturas de grande e médio formato, pinturas, vídeos e colagens. Sobre os artistas: São artistas de diferentes origens, homens e mulheres com diferentes idades, com pontos de vista únicos e com trabalhos de diferentes dinâmicas.
A participação vai desde artistas de rua como o baiano
Bel Borba, considerado o folclórico Picasso do Povo na sua cidade de origem Salvador ou Eduardo Srur, paulistano, que apresenta uma arte cosmopolita, ambos artistas visuais conhecidos por suas contemporâneas intervenções urbanas.
Outra dinâmica que nos teremos é entre as vozes femininas como por exemplo, Cris Bierrenbach e Adriana Mattos. Enquanto Bierrenbach tem um trabalho sóbrio e profundo , Adriana mantém uma essência divertida e questionadora. Veremos também o impacto de resíduos em diferentes pontos de vista como Sérgio Machado que “pesca” seus materiais e nos leva a uma reflexão sobre as recentes tragédias de Minas Gerais. Fabio de Souza, um jovem artista que quer expressar sua opinião sobre o impacto da humanidade na natureza, nos emociona através dos seus questionamentos e reflexões. Participam também da coletiva artistas como Juvenal Pereira, com suas fotos descontruídas que remetem à tênue linha da memória. Nino Cais e Fabio Benetti mergulham em suas testemunhas do passado, e o artista VJ Suave , representante da nova geração exibe seu grafite, em formato ecológico digital.
Também participam Cláudio Cretti, Hugo França, Tida Ricco, Beto Carrazzone, Andrea Rocco, Katja Loher, entre outros. “Origem e Tempo é um vislumbre da vasta criatividade brasileira. Espero sinceramente que os espectadores encontrem suas próprias conexões e reconheçam nos artistas seus próprios pontos de vista numa capsula do tempo que remeta à reflexão“
Burt Sun

Sobre o curador:
Burt Sun é um curador Americano Chines, produtor cultural e consultor criativo. Trabalhou nos últimos 25 anos como consultor do Teatro Intiman de Seattle, American Repertory Theatre na Universidade de Harvard, Smithsonian Institute- Cooper Hewitt National Design Museum, Chicago Field Museum, Universidade Duke e Howard Hughes Institute, o Centro Constelação de Cambridge, Opera Boston, SIGGRAPH Expo em Los Angeles, The Episcopal Diocese de Massachusetts, a Divisão de Tecnologia da Informação da República da China., Brooklyn Museum of Fine Art, NYU e Instituto Hemisférico de NYU, Times Square Aliance , Aliança Francesa de NYC, Suffolk University e Instituto de Arte Urbana de Massachusetts No Brasil atuou no Museu Rodin da Bahia, Caixa Cultural, Prefeitura da cidade de São Paulo e Parque do Ibirapuera. 


Voltar